“Bandidos na TV”: Série com apresentador acusado de orquestrar crimes ganha trailer

Bandidos na TV

Uma semana após o anúncio da produção, “Bandidos na TV” ganhou seu primeiro trailer, para contar em forma de série documental o caso do apresentador de TV brasileiro Wallace Souza, que foi preso por mandar matar pessoas em busca de audiência para seu programa.

A estreia na plataforma acontece no dia 31 de maio, de acordo com a Netflix, e a história é contada em sete episódios.

O trailer apresenta diversas acusações, com testemunhos de que o programa dele era uma fachada e que, enquanto dizia combater o crime, na verdade Wallace estava ao lado de criminosos, provocando mortes para noticiar “em primeira mão”.

Wallace Souza chamou atenção com o programa “Canal Livre”, que apresentava em Manaus, que cresceu com a reputação de encontrar cenas de crime e exibi-las, algumas vezes até antes de a polícia ter chegado ao local. Souza passou a ser acusado de encomendar mortes e criar cenas de crime, com o intuito de mostrá-los no programa. Um ex-segurança do apresentador o acusou de ser chefe de uma organização criminosa.

O apresentador também foi deputado, mas acabou cassado no final de 2009 e expulso do PP depois de ser acusado pela Polícia Civil de mandar matar traficantes de drogas para aumentar a audiência de seu programa de TV. Souza foi preso por suspeita de ligações com crimes, incluindo formação de quadrilha, tráfico de drogas e homicídio. Durante sua defesa, alegou inocência.

Souza morreu em 2010, vítima de parada cardíaca e infecção generalizada.

A produção de “Killer Ratings” entrevistou pessoas ligadas ao programa de Souza, amigos, parentes e fontes policiais, e promete mostrar cenas inéditas do “Canal Livre”. A direção é de Daniel Bogado.

“O que eu achava que sabia sobre Wallace Souza se mostrou ser só o ponto de partida de uma história extraordinária. Quando procuramos a fundo, vimos que os eventos eram de deixar queixos caídos, dignos de um roteiro de Hollywood”, afirmou Bogado, segundo o Deadline.

Relembre no vídeo abaixo as acusações de Wallace Souza em vídeo de 2009 da Reuters. Cuidado, imagens fortes:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *